Gaveta fala sobre sua relação com os games para o Terra

Cecília Souto

Por: Cecília Souto

Anderson Gaveta participará do Gameshow Extra Life no dia 10/10, com transmissão do Terra, e respondeu a um desafio proposto pelo site sobre a sua relação com videogames.

O creator Anderson Gaveta fala para o Terra sobre a sua relação com os games e como eles influenciam o seu trabalho. A entrevista pode ser assistida na íntegra clicando aqui, mas nós selecionamos os principais trechos para você. Confira!

“JÁ NASCI COM O VÍDEOGAME LÁ EM CASA”

Anderson Gaveta, editor de vídeos e produtor de conteúdo, conheceu o mundo dos videogames a partir do Atari, que ganhou de Natal aos 4 anos de idade. Dali em diante, seguiu com o “Nintendinho”, Phantom System, Mega Drive, Super Nintendo e, só então, passou a ter mais contato com os jogos de PC, durante a época em que estava aprendendo a editar vídeos. De alguns anos pra cá, voltou com os consoles, através do Playstation.

“The Witcher 3” é seu jogo preferido, pois esteve presente durante uma época difícil. Gaveta jogava exaustivamente enquanto se recuperava de uma lesão no joelho, que o fez ficar de repouso por 3 meses. No entanto, “Street Fighter 2” foi definitivamente o jogo que mais jogou na vida!

Muito se pergunta sobre A ORIGEM das maluquices que aparecem nos vídeos e conteúdos produzido por ele. A resposta para isso é:

“Tiro as maluquices dos vídeos do meu próprio caos mental.”

Para Gaveta, a base da criatividade é conseguir juntar referências doidas, a habilidade de unir conceitos insanos e malucos.

Se pudesse escolher uma habilidade especial dos personagens de videogame, Gaveta optaria por CONTROLAR O TEMPO. Ou o poder de NÃO DORMIR, para que o sono fosse algo opcional. Assim, o tempo poderia ser aproveitado de maneira mais produtiva e ativa!

Para a pergunta “O QUÃO PRÓ PLAYER VOCÊ É?”, a resposta foi “-2”. Ele afirma:
“Eu sou do Esquadrão Noob, eu sou um noob com orgulho.” Gaveta se intitula como insistente e chato. “Eu erro e morro um milhão de vezes e sigo tentando e é assim que eu zero meus jogos.”

Quando questionado sobre qual tipo de jogador Gaveta se considera, relatou: “Eu comecei a jogar basquete e me falaram que eu era ruim nisso. Fiquei com raiva e ficava lá quicando a bola. Quando comecei a tocar guitarra, mesma coisa. E eu ficava lá com o violão insistindo.”

Gaveta afirmou ser MEDIANO em tudo, mas que consegue aprender por ser insistente. “Com videogame eu sou assim também, eu demoro milhões de anos, morro 50 mil vezes a cada fase, mas consigo zerar.”

Segue dizendo que: “A pessoa precisa praticar e praticar e treinar para conseguir. Eu sou CHATO e coleto item por item. Imagina eu jogando um campeonato de Speed Run…”

Imaginou? Então prepare-se: Gaveta competirá com speedrunners profissionais ao vivo no Extra Life! Dia 10/10 você tem um encontro marcado com ele no Gameshow que será transmitido pelo portal Terra.

Não fique de fora! Clique aqui e saiba mais.

O que você pensa sobre isso?

Enviar mensagem
Olá, está gostando do EPIC Digitais?
Que tal trabalhar com a gente?
Clique no botão abaixo e vamos conversar!